Se ninguém lê, você não bloga, escreve em um diário

Se ninguém lê, você não bloga, escreve em um diário

7 de abril de 2018
|
0 Comentários
|

Growth Hacks de Distribuição de Conteúdo: Se ninguém lê, você não bloga, escreve em um diário!

A gestão de um blog é um composto de linha editorial e Marketing.

O problema é que a maioria das empresas esquece do Marketing, ou seja, a distribuição do conteúdo.

Se a sua empresa bloga semanal, ou até diariamente, mas ninguém está lendo, é bem provável que você está escrevendo um “querido diário”, e não um blog de Marketing de Conteúdo de resultados.

“Mas Rodrigo, a ideia do blog é que ele cresca organica e naturalmente. Como assim distribuir?”

Um trabalho bem feito certamente alcança bons resultados com o tempo.

No entanto, em um cenário de StartUps e empresas ágeis, 6 meses é uma vida.

Infelizmente não dá para esperar 6 meses para só depois descobrir se o Marketing de Conteúdo funcionou.

E é aí que entra a mentalidade do Growth Hacker.

Um processo de Growth Hacking é composto por experimentos (testes) constantes em busca de resultados.

E a maioria desses resultados (não todos!) estão relacionados à metas de Marketing.

Não vou entrar no mérito da separação dos termos, mas o Growth Hacking é uma mentalidade, que se bem aplicada ao Marketing pode trazer resultados exponenciais.

E no Marketing de Conteúdo, que é uma estratégia de longo prazo, é totalmente possível acelerar os resultados usando a mentalidade de Growth para distribuir o conteúdo.

Esse artigo vai cobrir algumas possibilidades de distribuição de conteúdo, incluindo a distribuição Interna e Externa de conteúdo.

Vamos começar agora a falar sobre distribuição de Conteúdo como Growth Hackers fazem:

Distribuição Interna de Marketing de Conteúdo:

●    Newsletter Interna:

Toda empresa, por menor que seja, já possui uma lista de e-mails.

Mas nem todas possuem planejamento de e-mail marketing, e nem mesmo automação de e-mails programada.

Não tem problema. Comece pelo básico.

Basta enviar uma newsletter, sempre que um novo (ou mais de um) artigo for publicado em seu blog.

Isso garante que pessoas que uma vez já estiveram engajadas com seu conteúdo retornam.

Esse tipo de usuário costuma passar mais tempo no site, o que ajuda a indexação do Google a acelerar e melhorar o rankeamento dos artigos.

●    Links e menções no site:

Em uma estratégia de conteúdo eficiente é muito importante você ter conteúdos que sejam “evergreen”, gerados de links e “sociais-virais”. (Eu explico melhor os conceitos neste vídeo)

Mas a construção de um artigo bom depende de fontes.

E fontes significam links externos: pessoas saindo do seu site e você perdendo tráfego qualificado.

O segredo aqui é criar suas próprias fontes.

Por exemplo:

Selecione a fonte que você precisa, escreva um artigo menor sobre ela, e ao citá-la em seu artigo principal coloque o link para o seu artigo menor, e não para a fonte principal.

Ps: lembre-se de colocar a fonte original no artigo menor, para não perder credibilidade.

Com isso você cria uma “floresta” de engajamento nos seus conteúdos.

●    Menções no produto:

Se você está escrevendo um artigo, que de alguma forma pode ajudar seus usuários a usarem melhor o seu produto, considere linkar para ele dentro do produto.

O ciclo de vida do cliente é um processo complexo, e que exige muita tentativa e erro.

No entanto, o Marketing de Conteúdo nunca deve ser usado exclusivamente para atrair novos clientes, mas também para retê-los.

Um exemplo:

Enquanto CMO da StartUp BuzzLead, eu criei um artigo “evergreen”, que ensinava a pedir indicações e recomendações de clientes satisfeitos.

Posteriormente, identificamos que a “comunicação” do programa de indicações era uma dor dos nossos usuários.

Ligamos os pontos e adicionamos o artigo diretamente em nosso processo de OnBoarding, aumentando o engajamento do usuário e, consequentemente, seus resultados.

●    Multiplicação de conteúdo:

Imagine que seu blog é uma laranja.

É totalmente possível tirar mais suco dessa laranja, e eu vou te ensinar agora como fazer isso.

Essa técnica é muito usada por Growth Hackers nos EUA, é a Multiplicação de Conteúdo.

Vamos a uma pequena história para contextualizar:

Um CEO médio tem sua agenda da semana seguinte lotada antes mesmo desta começar. Isso é comum.

E a maioria das StartUps ainda não tem condições de contratar um bom CMO ou uma agência.

E escrever por escrever (lê-se blogposts de 300 palavras só para encher a pauta) não trás resultado algum.

A solução é aproveitar conteúdo que já funcionou e multiplicar o seu formato.

É tão simples quanto parece:

  1. Se um artigo perfomou bem, faça um vídeo sobre ele;
  2. Se um vídeo funcionou bem, faça um podcast sobre ele;
  3. Se um post de Facebook alcançou muita gente, faça um Infográfico sobre ele.

O que já funcionou é a sua prova viva para um novo conteúdo eficiente.

●    Conteúdo “portal”:

Quando você planeja Marketing de Conteúdo precisa pensar nas iscas digitais para captura de leads.

No entanto, se escrever um post poderoso da trabalho, imagine um eBook que converte bem.

Antes de saltar para iscas digitais, transforme o que você tem de bom em uma “conteúdo portal”, para capturar leads.

Olha o tanto que isso é simples:

  1. Selecione um BlogPost popular em seu site;
  2. Abra o site Print Friendly e transforme-o em um PDF;
  3. Crie uma Landing Page pra ele;
  4. Anuncie no Facebook para uma nova audiência, excluindo a audiência que já leu o artigo no Blog, convidando-os a baixar o material em PDF.

Mais tráfego, mais leads.

Distribuição Externa de Marketing de Conteúdo:

●    Newsletter do seu nicho de mercado:

É um pouco difícil, mas existem Newsletter que buscam por bons conteúdos para enviar para sua base de usuários.

Crie esse bom conteúdo e vá até essas Newsletters, oferecendo o seu material.

Quanto mais “tradicional” essa Newsletter for, melhor.

O site GrowthHackers.com do Sean Ellis, possui uma Newsletter incrível, e apenas os melhores conteúdos do Marketing mundial conseguem entrar nele.

Mas com certeza seu nicho deve ter uma Newsletter popular e nem tão concorrida.

Muito provavelmente você vai encontrá-la na sua própria caixa de entrada.

●    “Agregadores” de links:

Ninguém linka para os seus artigos? Que pena.

Crie seus próprios backlinks em sites que permitem isso.

O que eu quero dizer com isso?

Se você é uma SaaS envie seu produto para o ProductHunt.

Crie uma conta no Reddit Brasil e poste seu conteúdo lá.

Faça uma prévia do seu artigo no seu perfil pessoal do LinkedIn, linkando para o mesmo.

Publique seu conteúdo no Google Plus, gerando mais um link pra ele.

●    Redes Sociais (esse é óbvio, mas vai ter algo aqui que você não conhece):

Todo mundo já sabe que deve publicar o conteúdo nas redes sociais, com a mesma consistência que ele é produzido.

Faça isso, ok?

A dica nova que eu quero te dar é: use o seu perfil pessoal.

Isso vale para Facebook, LinkedIn e Twitter também.

Geralmente passamos a semana compartilhando conteúdo totalmente irrelevante e nos envolvendo em polêmicas em redes sociais.

“Mas Rodrigo, eu já publiquei o link do meu artigo lá e ninguém nem clicou e nem curtiu”

Isso aconteceu porque o Facebook odeia links.

Deixa eu te explicar:

Se você tivesse um rede social, iria querer que as pessoas saíssem dela? Não!

O Mark Zuckerberg é inteligente. Se você publicar um link para seu blog em seu perfil pessoal, é bem provável que consiga 1 curtida da sua tia. E só.

O jeito certo de distribuir seu conteúdo em seu perfil pessoal da rede social é escrevendo sobre ele, diretamente na rede social (200 palavras), e colocar o link nos comentários.

Simples, não?

Tá aqui o resultado da primeira vez que eu fiz isso:

●    Guest blogging:

É exatamente isso que estou fazendo aqui, enquanto você lê este artigo.

Um artigo como convidado, publicado em meu nome no site de um parceiro de negócios, como a iTurn.

É uma das técnicas de distribuição de conteúdo que eu mais gosto de fazer.

Consiste em entrar em contato com Blogs parceiros e conseguir publicar seu conteúdo neles, totalmente original e que faça link para o seu site.

Como escrever um guest post você já deve ter entendido, se leu o artigo até aqui.

Fale sobre novos assuntos, conteúdo exclusivo, e coloque links naturais para seus conteúdos.

Mas seja inteligente: é bem provável que os blogs recusem seu guest post.

A forma de escapar desse “não” é já produzir o conteúdo original, mesmo que uma prévia.

Cria um material eficiente, e envie já solicitando a publicação.

É bem provável que vai conseguir, pelo menos, a atenção do editor.

Dica extra: procure por sites que já possuem colunistas, geralmente possuem mais abertura.

O que achou dessa lista de estratégias de Growth Hacking para distribuir conteúdo?

Espero que você possa acelerar sua estratégia de Marketing de Conteúdo usando os hacks que eu expliquei aqui hoje.

Se você tiver alguma dúvida em relação a eles pode deixar nos comentários ou no meu LinkdIn, que ficarei muito feliz em te ajudar a crescer a sua StartUp.